Pesquisa do Instituto Datafolha encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo e divulgada nesta quinta-feira (22) revela os índices de intenção de voto para o cargo de governador de Minas Gerais.

O atual governador e candidato à reeleição pelo partido Novo, Romeu Zema, lidera a disputa no primeiro turno com 48% das intenções de voto, seguido por Alexandre Kalil (PSD), com 28% (veja mais abaixo).

Datafolha para MG: Zema tem 48% e Kalil 28% na disputa pelo governo (Foto: Divulgação)Datafolha para MG: Zema tem 48% e Kalil 28% na disputa pelo governo (Foto: Divulgação)Nas simulações de segundo turno, Zema aparece liderando a pesquisa na disputa com Kalil.

A pesquisa ouviu 1.512 pessoas entre os dias 20 e 22 de setembro em 81 cidades mineiras. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número MG-08517/2022.

Veja o resultado da pesquisa estimulada para o 1º turno

Resposta estimulada e única, em %:

- Romeu Zema (Novo): 48% (na pesquisa anterior, de 15/9, estava com 53%)

- Alexandre Kalil (PSD): 28% (25% na pesquisa anterior)

- Carlos Viana (PL): 4% (5% na pesquisa anterior)

- Cabo Tristão (PMB): 1% (1% na pesquisa anterior)

- Renata Regina (PCB): 1% (1% na pesquisa anterior)

- Vanessa Portugal (PSTU): 1% (1% na pesquisa anterior)

- Em branco/nulo/nenhum: 8% (7% na pesquisa anterior)

- Não sabe: 9% (7% na pesquisa anterior)

Os candidatos Indira Xavier (Unidade Popular), Lorene Figueiredo (PSOL), Lourdes Francisco (PCO) e Marcus Pestana (PSDB) não pontuaram. Na pesquisa anterior, de 15/9, Marcus tinha 1% das intenções de voto.

A pesquisa Datafolha mostra um cenário de estabilidade nas intenções de voto para governador de Minas Gerais. Porém, a dez dias da eleição, Romeu Zema apresentou a menor vantagem sobre o segundo colocado, Alexandre Kalil, desde o início da corrida eleitoral.

A vantagem de Zema vem recuando ao longo do mês de setembro. Em relação às pesquisas anteriores, o candidato oscilou cinco pontos percentuais para baixo e tem 48% das intenções de voto (tinha 53% na semana passada e 52% no início de setembro).

Kalil mostra uma tendência de crescimento. Tinha 22% no início do mês, 25% na semana passada e, agora, 28%.

Zema continua se destacando entre os eleitores do interior (51%) e entre aqueles que têm renda familiar de mais de 5 a 10 salários mínimos (64%).

Kalil obtém índices mais altos entre os moradores da Região Metropolitana de Belo Horizonte (40%), entre os que reprovam o governo Bolsonaro (44%) e entre os que reprovam o governo de Zema (58%).

Entre os eleitores que declaram voto em Lula (PT) no primeiro turno da disputa presidencial, 47% pretendem votar em Kalil para governador e 30% em Zema.

Os demais candidatos apresentam um cenário estável e oscilam para mais ou para menos, em relação às pesquisas anteriores, dentro da margem de erro.

Pesquisa espontânea

Resposta espontânea e única, em %:

- Romeu Zema (Novo): 32% (31% na pesquisa anterior)

- Alexandre Kalil (PSD): 16% (15% na pesquisa anterior)

- Carlos Viana (PL): 1% (2% na pesquisa anterior)

- Candidato apoiado pelo Lula: 1% (1% na pesquisa anterior)

- Outras respostas: 4% (5% na pesquisa anterior)

- Em branco/nulo/nenhum: 7% (7% na pesquisa anterior)

- Não sabe: 38% (40% na pesquisa anterior)

Veja o resultado da pesquisa estimulada para o 2º turno

Resposta estimulada e única, em %:

- Romeu Zema (Novo): 55% (60% na pesquisa anterior)

- Alexandre Kalil (PSD): 33% (36% na pesquisa anterior)

- Em branco/nulo/nenhum: 6% (4% na pesquisa anterior)

- Não sabe: 4% (3% na pesquisa anterior)