Polícia volta à sede da Fifa e apreende documentos de Blatter

Joseph Blatter sete dirigentes foram presos e soltos.

Nesta sexta-feira (10) a polícia realizou buscas na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, onde foram apreendidos docuamnetos sobre as Copas de 2018 e 2022. A ação faz parte da operação que investiga  corrupção e extosão na entidade. Joseph Blatter que renunciou à presidência e sete dirigentes foram presos na semana passada.

Image title

De acordo com a agência Reuters, um porta-voz da Procuradoria-Geral informou que alguns documentos foram entregues para investigação."Posso confirmar que a Fifa entregou dados. Como mencionado anteriormente, foram abertos procedimentos criminais contra pessoas mantidas em sigilo", disse.

Segundo informações, o objetivo da ação era conseguir materiais mantidos em computadores. A Fifa, até o exato momento, continua contribuindo para as investigações. O setor de finaças da entidade também passará a ser investigado. 

Joseph Blatter, quatro dias depois de ser reeleito, anunciou ao cargo. As novas eleições deverão ocorrer em dezembro. O príncipe jordaniano Ali Bin Al-Hussein poderá ser eleito o novo presidente da Fifa. Aproveitando a situação, o ex-jogador Diego Maradona, durante entrevista, disse que caso o princípe seja eleito, será vice e fará uma 'limpeza' na entidade.

Escândalo na Fifa

De acordo com as investigações, foram roubados mais de U$$ 150 milhões ( R$ 450 milhões) em transmissões na América do Sul e nos Estados Unidos. Além disso, segundo a investigação, o esquema vem acontecendo desde o ano de 1990.

Nesta quarta-feira, uma operação especial na Suíça, sob liderança do FBI, prendeu sete dirigentes da Fifa e cinco executivos indiciados por extorsão e corrupção, dentre eles o ex-presidente da CBF, José Maria Marin


Fonte: Com informações do Globo Esporte