Mesmo ressaltando a importância para a população mais pobre do acréscimo de R$ 200 no valor do Auxílio Brasil, que começou a ser pago nesta terça-feira (09/08), o deputado federal Fábio Abreu (MDB) lamentou que o benefício tenha data para acabar.

"Numa luta incessante da Câmara dos Deputados, no Congresso Nacional, chegamos a 400 reais. E, para fazer a média, o governo colocou 600 reais de forma temporária (...) E o mais importante que deveria ter sido apontado pelo Governo Federal, já que há a nítida intenção de explorar esse aumento de 400 para 600, em função desta por parte do Congresso, quer tirar proveito o Governo Federal, que anunciasse para a população que seria permanente, e não até dezembro", avalia o congressista, completando ainda que o incremento tem caráter meramente "eleitoreiro".

O valor de R$ 600 será pago a mais de 20 milhões de beneficiários do Auxílio Brasil. O adicional de R$ 200 foi aprovado dentro da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) e prevê gastos de R$ 41,2 bilhões em medidas de auxílio à população pobre e vale até o mês de dezembro deste ano.