Neste mês de dezembro é retomado os mutirões de atendimento para a prevenção ao câncer de pele. No Piauí, eles serão realizadas sob a coordenação da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), juntamente com parceiros locais. As ações tradicionais e gratuitas voltam a acontecer após dois de interrupção por conta da pandemia de covid-19. em Teresina, os atendimentos acontecerão neste sábado, dia 3 de dezembro, entre 9h e 15h.

Os interessados devem procurar o posto de atendimento mais próximo de sua residência. Em Teresina será no Hospital Universitário, na UFPI. 

Lesão suspeita

Ao chegarem no local, serão submetidos a um exame de triagem, sendo que posteriormente o paciente será examinado por um médico dermatologista da SBD. Em caso de lesão suspeita, a pessoa será encaminhada para tratamento. O acolhimento será feito por ordem de chegada, dentro de um número limitado de consultas.

Atendimento do mutirão do câncer de pele acontece no Hospital Universitário - reproduçãoAtendimento do mutirão do câncer de pele acontece no Hospital Universitário - reprodução

Atendimentos

Para o presidente da SBD, Mauro Enokihara, a volta dos atendimentos presenciais, no formato de mutirão, traz uma sensação de felicidade. 

“Foram dois anos conturbados e incertos por conta da pandemia. Nesse período, não pudemos estar em contato com a população. Sabemos que, infelizmente, muitos deixaram de se consultar. Por isso, poder fazer esses atendimentos e levar informação e auxílio à população é reconfortante e difunde uma das grandes metas da SBD”, afirmou.

 Campanha 

O Dezembro Laranja é organizado desde 2014 pela entidade. Em 2022, seu slogan é “Não espere até sentir na pele” e busca levar conhecimento e cuidado aos trabalhadores de áreas rurais e/ou que ficam expostos aos raios solares diariamente em virtude de suas profissões e no lazer. 

PARA SABER MAIS SOBRE A CAMPANHA, CLIQUE AQUI

Consequentemente, foca também em pessoas que frequentam praias, cachoeiras, piscinas ou que estão constantemente em áreas ao ar livre.

Atendimento acontece a partir das 9h - DivulgaçãoAtendimento acontece a partir das 9h - Divulgação

Ação presencial

 Em 2019 -- ano em que foi realizada a última ação presencial -- foram atendidas mais de 25 mil pessoas, em cerca de 130 postos, por todo o Brasil. Desde a sua implementação, em 1999, a iniciativa já beneficiou mais de 600 mil pessoas.

 “A campanha de prevenção ao câncer da pele é fundamental e um pilar da SBD para podermos falar dessa doença que acomete milhares de pessoas, mas que ainda pouco se fala. Se pensarmos, então, em um País como o Brasil, que é tropical e onde diariamente as pessoas estão expostas aos raios solares, é preciso redobrar os cuidados e levar conhecimento para a população sobre todas as possibilidades de fotoproteção, como evitar horários de maior incidência de radiação ultravioleta, usar chapéus, camisetas, procurar sombras e utilizar os filtros solares”, explica Renato Bakos, coordenador do Departamento de Oncologia Cutânea da SBD e da campanha de 2022.

Acometimento 

Segundo SBD mais de 17 mil casos de câncer de pele deixaram de ser diagnosticados no auge da pandemia de covid-19. A situação afetou sobretudo a população que tem mais de 60 anos. O total de internações em decorrência da doença também caiu 26%, segundo informações do Sistema Único de Saúde (SUS).

Durante o ano de 2020, momento mais crítico da pandemia de covid-19, foram realizados 17.227 diagnósticos a menos dessa doença do que em 2019. Isso significa que o número absoluto de casos foi 24,7% menor do que no período anterior ao avanço do coronavírus.

Câncer de pele: SBD promove mutirão de atendimentos gratuitos no PI - Imagem 3