Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Frente Evangélica disse que tem voto suficiente para derrubar veto

Por Rany Veloso

Após o veto do presidente Bolsonaro em parte da emenda que tratava sobre perdão das dívidas tributárias das igrejas, o porta voz da Frente Evangélica na Câmara, deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) disse que os parlamentares irão derrubar o veto. O próprio presidente inciou a discussão, logo após o veto, afirmou que se fosse parlamentar o derrubaria. 

De acordo com a justificativa de Bolsonaro, o veto sobre a isenção das igrejas e templos religiosos da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL), se deu para que ele não cometesse crime de responsabilidade e consequentemente sofresse um processo de impeachment. 

Apesar da declaração do presidente, o líder da Câmara no governo, deputado Ricardo Barros (PP-PR) participou de duas reunião nesta segunda-feira (14) em busca de negociar a manutenção do veto. 

Porém, os parlamentares evangélicos acreditam que o placar será o mesmo da aprovação da emenda, 345 a 125.

O texto foi incluído em outro projeto por meio de uma emenda do deputado David Soares (DEM-SP), filho do pastor RR Soares. 

Lembrando que Bolsonaro teve apoio dos evangélicos e têm encontros constantes com representantes da ala.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar