Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Segunda parcela do auxílio emergencial sai a partir de segunda-feira

Segunda parcela do auxílio emergencial sai a partir de segunda-feira
|

A notícia que milhões de brasileiros queriam saber, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou agora há pouco que a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 será depositada nas contas dos beneficiários a partir da próxima segunda-feira (18).

A expectativa é que as datas exatas sejam divulgadas amanhã, de acordo com a data de nascimento. 

Até a última terça-feira (13), de acordo com a Caixa, 50 milhões de brasileiros já receberam o auxílio. Acontece que esses números são os mesmos de duas semanas atrás. O governo desembolsou até agora R$ 35,5 bilhões. 

Isso porque tem muita gente que não recebeu nem a primeira parcela, mas Pedro Guimarães, falou que o banco pagará amanhã e no sábado as pessoas que tiveram o dados inconclusivo e portanto refizeram seus cadastros.

Guimarães não informou quantas pessoas serão pagas em mais uma etapa da primeira parcela e nem se haverá novas liberações.

Apenas os beneficiários do Bolsa Família têm data certa para receber, pois os pagamentos seguem o calendário do programa. Outros milhões de brasileiros ainda aguardam a liberação do benefício.

MILITARES RECEBERAM AUXÍLIO SEM TER DIREITO

O deputado federal Assis Carvalho (PT/PI) pediu esclarecimentos ao Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, sobre o auxílio emergencial pago indevidamente a militares da ativa, da reserva, reformados, pensionistas e anistiados.

O benefício, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados foi recebido por 189.695 militares, totalizando R$ 113.816.990,00.

O parlamentar lembra que o objetivo do auxílio é fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus. No entanto, na tentativa de receber o auxílio, muitos brasileiros têm se arriscado em filas tumultuadas e quilométricas. “Várias horas nas filas das agências passaram a fazer parte da rotina de beneficiários do auxílio emergencial. Têm pessoas passando as noites do lado de fora das agências”, diz Assis Carvalho.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar