A história entre Rogério Ceni e Fortaleza chegou ao fim, mas o treinador ainda carrega muito carinho pelo time cearense. Maior ídolo do São Paulo e, agora, treinador do clube paulista, o ex-goleiro revelou, em participação no podcast "De Pai pra Filho”, do YouTube, que a família agora torce para as duas equipes.

“O Fortaleza foi um grande desafio, tenho carinho até hoje. Meu pai, por exemplo, hoje torce para São Paulo e Fortaleza. Era só São Paulo, mas hoje é São Paulo e Fortaleza. Meus irmãos, lá no Mato Grosso, quando o Fortaleza joga, eles estão com a camisa do Fortaleza. As crianças, camisas de São Paulo e Fortaleza. E pra mim, o Fortaleza ganhou um espaço muito grande no meu coração, pode ter certeza. Primeiro, é tricolor, e a festa que aqueles caras faziam (na Arena Castelão), três anos trabalhando lá, quatro títulos conseguidos, e dois títulos inéditos”, declarou.

Rogério Ceni diz que ajudou o Fortaleza e que família torce para o clube- Foto: ReproduçãoRogério Ceni diz que ajudou o Fortaleza e que família torce para o clube- Foto: Reprodução

A trajetória de Ceni na equipe foi iniciada no fim de 2017, contratado como treinador para a disputa da Série B de 2018. Naquele ano, conquistou a 2ª divisão, um feito inédito para o futebol cearense. Na temporada seguinte, venceu a Copa do Nordeste pela primeira vez para o Leão e ainda conquistou uma vaga na Copa Sul-Americana de 2020.

No intervalo, no entanto, o técnico deixou o clube para defender o Cruzeiro, em curta passagem em 2019, depois retornando ao próprio Fortaleza. Já em 2020, durante o Brasileirão, aceitou um convite do Flamengo, deixando o time mais uma vez, em ação que não resultou em um retorno posteriormente.

"Coloquei dinheiro do meu bolso no Fortaleza. Nós montamos a academia. Vi todas as pessoas que eu conheci dentro do futebol, tentei ajudar com equipamentos mais baratos, de musculação, para melhoria em fisioterapia. A maior colaboração que eu dei no esporte na minha vida, eu acho, foi essa história no Fortaleza. Pra mim, vai ficar guardado no fundo do coração. Fico feliz de ver o Fortaleza hoje, o time bem, no alto, com um ótimo treinador, não fui eu que fiz, mas acho que ajudei a criar a mentalidade", disse.