Segundo uma inspeção feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) foi identificado que o Ministério de Saúde mantém, em estoque, bem mais que uma quantidade de 28 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Ocorre que essas doses perdem validade até agosto deste ano.

E não é só isso, dessas o equivalente a 11,7 milhões vencem até o próximo mês, julho. São imunizantes produzidos pela Pfizer e pela Astrazeneca.

Doses valem até agosto, mas parte delas irão vencer em julho - Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DFDoses valem até agosto, mas parte delas irão vencer em julho - Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

Perder validade

De acordo com informações do tribunal, os 28 milhões de doses que irão perder validade no mês de agosto custaram R$ 1,21 bilhão aos cofres públicos.

Os números constam em um despacho assinado pelo ministro Vital do Rêgo, revelado pelo jornal "Folha de S.Paulo" e obtido pela TV Globo. No documento, Vital do Rêgo cita o quanto é importante aproveitar a vacina.

"a necessidade e a urgência em se promover a vacinação da população para a contenção tanto da disseminação do vírus da covid-19, quanto da elevação dos casos graves da referida doença".

O ministro determinou, segundo informações do G1 que o Ministério da Saúde adote as "ações necessárias" para evitar a perda das vacinas em estoque.

Cerca de 77% da população já foi vacinada -  Tony Winston/MS Cerca de 77% da população já foi vacinada -  Tony Winston/MS 

Números da vacinação no país

O Brasil tem hoje mais de 164,7 milhões de pessoas vacinadas com as duas doses ou dose única do imunizante, o que representa 77% da população brasileira, segundo dados do LocalizaSUS.

“Somos exemplo para o mundo todo. A vacinação é o principal caminho para o fim da pandemia [...] Todas as vacinas foram adquiridas pelo Governo Federal e só tem um dono: o povo do Brasil ”, declarou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Vacinação estagnada

As milhões de doses prestes a vencer do Ministério da Saúde vem de encontro a uma outra questão, o aumento no número de casos de Covid e a estagnação nos índices de vacinação.

Segundo o consórcio de veículos de imprensa 167.151.998 brasileiros (77,81% da população total) estão totalmente imunizados. O que quer dizer que tomaram a segunda dose ou a dose única de vacinas

A dose de reforço foi aplicada em apenas 45,35% da população (97.427.596 pessoas).