Na última sexta-feira (9), o piauiense Stanley Alves foi vice-campeão mundial de judô em competição realizada em Cracóvia, na Polônia. O atleta somente não conquistou o ouro pelo número de faltas. O impasse não deixou afetar a conquista da medalha e a representação esportiva para o Piauí. 

Com a vitória, Stanley realizou um feito inédito, sendo o primeiro piauiense a alcançar o mundial masculino de judô. O judoca demorou para entender o peso da medalha, mas logo pôde comemorar com a família e amigos. 

Judoca Stanley Alves comemora conquista segurando a bandeira do Piauí. (Foto: Arquivo Pessoal)Judoca Stanley Alves comemora conquista segurando a bandeira do Piauí. (Foto: Arquivo Pessoal)

Ele observa o reconhecimento como um forte impulsionador de sua carreira que o motiva a focar nas etapas seguintes. “Os amigos, a família abraçando, todo mundo querendo tirar foto, daí vamos começando a cair na real, começando a cair a ficha e vai descobrindo a importância de ser um medalhista de um campeonato mundial. O reconhecimento é o que faz a gente treinar mais tentar ser melhor a cada dia”, explica.

Para o medalhista, a maior dificuldade foi a financeira e de patrocínios. Nessa conquista, o atleta obteve apoio da Prefeitura Municipal de Teresina, custeando o preciso investimento dentro do esporte. 

Na parte dos treinos, Stanley sempre se manteve focado, mesmo sendo Policial Pilitar, Fisioterapeuta e professor de judô, encaixando seus tempos de preparo. “Como estou com tempo reduzido para treinar, estou focando ao máximo nas minha competições. O ano de 2022 tem sido maravilhoso. De oito competições, ganhei sete medalhas, seis de ouro e uma de prata. Está tudo dando certo”, relatou o atleta. 

O próximo foco do judoca piauiense será a Qualifying da Seletiva Olímpica que ocorre nos dias 13 e 14 de outubro, em Curitiba. Nesta competição, o primeiro e segundo colocados estão classificados para a Seletiva Olímpica, onde nosso vice-campeão mundial tenta sua primeira vitória. “Quero fechar 2022 ganhando a Qualifying e ganhando a Seletiva Olímpica, assim, irei entrar para Seleção Brasileira e rodar o mundo conquistando pontos para Paris 2024”, finaliza.

Confira a entrevista de Stanley Alves: