mais

Após incêndio em 2019, catedral de Notre-Dame ainda corre riscos

O incêndio teve início ao fim da tarde no telhado do edifício, e foi se espalhando, causando danos consideráveis

Há exatos dois anos, em 15 de Abril de 2019, um violento  incêndio atingiu a Catedral de Notre-Dame de Paris, causando danos bastante significativos e gerando notável comoção na comunidade católica da capital francesa e etre os milhares de turistas que visitam a cidade e a igreja todos os dias. O incêndio  teve início ao fim da tarde no telhado do edifício, e foi se espalhando, causando danos consideráveis. A agulha da catedral e o telhado colapsaram, e o interior e alguns dos artefatos que albergava foram gravemente danificados.  

A Catedral passava à época por um trabalho de restauro, com vários andaimes postados no seu entorno. Esse material, aliado às madeiras antigas existentes no forro do tempo, serviu de elemento de combustão na propagação do incêndio. 

Catedral de Notre-Dame sofreu grande incêndio há dois anosCatedral de Notre-Dame sofreu grande incêndio há dois anos

A catedral de Notre-Dame de Paris data do século XII, compondo-se de uma mistura de cantaria nas estruturas de suporte, e madeira nos telhados principais e na sua agulha icónica. Em 2018, um ano antes do incêndio,  um apelo emergencial declarou que a catedral necessitava de manutenção e restauro. Quando foram levantadas as preocupações sobre o estado da catedral, o arquiteto diretor dos monumentos históricos franceses, Philippe Villeneuve, declarou a 27 de Julho de 2017 que "a maior culpada é a poluição". 

Quando o incêndio ocorreu, o edifício estava com obras de renovação. Tinham sido colocados andaimes em torno dos telhados, e várias estátuas de pedra e bronze tinham sido removidas do local, em preparação para as obras de restauro. Pelo menos dezesseis estátuas de bronze e outras obras de arte foram retiradas do edifício durante as obras de restauro, sendo assim poupadas ao incêndio. 

Catedral de Notre-DameCatedral de Notre-Dame

Depois de fechada por mais de um ano e submetida a trabalho de recuperação de sua estrutura, a Catedral de Notre Dame foi reaberta paulatinamente aos fiéis e turistas, mas existe o temor de que outros episódios como o de 2019 possam voltar a acontecer. 

As chamas engoliram a parte superior do edifício, incluindo as duas torres sineiras e a agulha central. Às 21h30 o incêndio ainda não havia sido controlado pelos bombeiros. 

Recentemente, a historiadora de artes Bárbara Schock-Werner declarou que a Catedral ainda corre risco, e afirmou preferir que a estrutura fosse reconstruída como era antes do incêndio, sem intervenções modernas.

Fogo atingiu catedral  de Notre-DameFogo atingiu catedral  de Notre-Dame

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail