Um avião pertencente à Força Aérea da Argélia, que transportava 247 militares e seus familiares e mais 10 tripulantes, caiu na manhã de 11 de abril de 2018, matando todos os seus 257 ocupantes. O grave acidente dom o Ilyushin II-76TD ocorreu a cerca de 25 quilômetros de Argel, a capital do país.

O avião, um quadrirreator de construção russa, desenhado ainda no tempo da União Soviética, tinha um histórico de sinistralidade bastante baixo. De imediato não se soube o que terá motivado a queda do aparelho, que ocorreu poucos minutos após a descolagem numa fazenda agrícola, segundo a agência de notícias argelina.

Todos as 257 pessoas a bordo morreram, segundo o ministério da Defesa — Foto: ALG24 via AP Todos as 257 pessoas a bordo morreram, segundo o ministério da Defesa — Foto: ALG24 via AP 

O voo seguia para o Aeroporto de Tindouf, uma cidade na fronteira com Marrocos, e tinha prevista uma escala em Bechar. Transportava militares e familiares e uma comitiva de 36 membros da Frente Polisário, organização que desde há várias dezenas de anos luta pela independência do Saara Ocidental, atualmente território do Reino de Marrocos, e que é apoiada pela Argélia.

O comandante do avião sinistrado, que também faleceu no acidente, era o almirante Dusan Ismail, um conhecido piloto militar argelino, com mais de 30 anos de experiência em aviões de transporte militar.

Avião caiu perto de base aérea próxima à capital Argel — Foto: ENNAHAR TV/Handout/ via REUTERS Avião caiu perto de base aérea próxima à capital Argel — Foto: ENNAHAR TV/Handout/ via REUTERS 

O avião, matrícula 7T-WIP, caiu e incendiou-se imediatamente. Segundo alguns socorristas que se deslocaram para o local, foram vistos diversos ocupantes a saírem do aparelho a arder, com queimaduras muito graves mas, infelizmente, nenhum deles resistiu e acabaram por morrer no local da tragédia.

O acidente daquele dia11 de Abril transformou-se no mais grave da história da aviação na Argélia e um dos mais graves a nível mundial, com aviões de transporte de pessoas (militares e civis).

Avião caiu logo depois de decolar de uma base aérea próxima à capital Argel — Foto: Ramzi Boudina/Reuters Avião caiu logo depois de decolar de uma base aérea próxima à capital Argel — Foto: Ramzi Boudina/Reuters 

Desde fevereiro de 2014 que não se registava um grande acidente aéreo com aviões militares na Argélia, quando caiu um avião de fabrico norte-americano C-130 Hercules da Força Aérea Argelina, em que morreram 76 dos 77 militares que seguiam a bordo.