Duas bombas manufaturadas dentro de panelas de pressão, explodiram contra os atletas que participavam da Maratona de Boston, nos Estados Unidos, causando a morte de três pessoas e ferimentos em outras 264, muitas delas com muita gravidade. 

Esse atentado, que as forças policiais de investigação consideraram atentado terrorista, aconteceu no dia 15 de Abril de 2013, hoje fazendo 15 anos.

As bombas explodiram com uma diferença de cerca de 12 segundos e estavam a 190 metros de distância uma da outra, perto da linha de chegada, na Boylston Street.

Foto: Dan Lampariello/ReutersFoto: Dan Lampariello/Reuters

Os irmãos chechenos Dzhokhar Tsarnaev e Tamerlan Tsarnaev foram identificados pelo FBI como os responsáveis pelo atentado.

Duas bombas explodiram à distância de cerca de 170 metros uma da outra, matando três pessoas e ferindo pelo menos outras. O vídeo da linha de chegada mostra um período de cerca de 12 segundos entre as duas explosões, tendo a primeira ocorrido fora da Marathon Sports no número 671 da rua Boylston, a segunda ocorreu em um quarteirão mais distante da linha de chegada. O relógio da corrida na linha de chegada estava mostrando 4h09min43seg desde a terceira onda, ou grupo, de corredores que começou a maratona) no momento da primeira explosão. 

Foto: Shannon Stapleton/ReutersFoto: Shannon Stapleton/Reuters

Os vencedores cruzaram a linha de chegada cerca de duas horas antes; outros corredores ainda estavam passando. Janelas e vitrines de lojas próximas foram explodidas e uma janela no terceiro andar da Biblioteca Pública de Boston foi danificada. Os policiais disseram acreditar que as explosões terão sido causadas por bombas caseiras, que foram embaladas com rolamentos de esferas de metal que atuaram como estilhaços destrutivos. Não houve indicações anteriores de um ataque iminente. 

Fotos: AP | Montagem: Globo EsporteFotos: AP | Montagem: Globo Esporte